USINAS HIDRELÈTRICA - Cavitação em Turbinas

7/8/2014

CAVITAÇÃO EM TURBINAS DE HIDRELÉTRICAS

  1. A cavitação em turbinas hidrelétricas é um fenômeno originado por quedas repentinas de pressão.
  2. A queda de pressão gera bolhas de gás que em determinado instante se "rompe" liberando ondas de choque e micro-jatos altamente energéticos;
  3. As ondas de choque e micro-jatos originam altas tensões mecânicas e elevação na temperatura, provocando danos na superfície atingida;

RECUPERAÇÃO DE ÁREAS CAVITADAS

Aplicação de Ligas de Cobalto (Cavitaloy)

  • Determinantes para a resolução de problemas ocorridos por Cavitações;
  • Mostram-se bastante eficazes para  a resolução da maioria destes problemas;
  • Evolução na aplicação dessas ligas realizadas por estudos desenvolvidos por diversos laboratórios metalúrgicos do Brasil;
  • Passado alguns anos, começam a surgir outros tipos de problemas à indícios de Trincas surgem nas linhas divisórias do metal base e as ligas aplicadas;

                            

Justificativas:

  • Tensões de tração nas áreas de revestimento no metal base por contração térmica pelo processo de soldagem;
  • Diferença de Eletronegatividade entre o metal de adição e o metal base, ocasionando diversos pontos de corrosão.
  • Essa corrosão enfraquece a resistência mecânica do metal base, dando origem ao ponto de início da trinca

 

Conclusão:

A aplicação do CAVITALOY é eficaz para os problemas encontrados de cavitação em turbinas hidráulicas, poiso fenômeno da cavitação deixa de existir em seus pontos de aplicação.

Grande parcela responsável pelo surgimento das trincas nessas regiões são ocasionados pelo processo de soldagem que faz com que a região termicamente afetada (ZTA), seja um ponto propício ao início da trinca.